Onde estão nossas bonecas negras?

julho 12, 2018
Esses dias enquanto estava no supermercado, passei pelo corredor de brinquedos e parei por alguns minutos em frente a uma parede de bonecas brancas, fiquei ali observando os por algum tempo e encontrei apenas uma boneca negra, quase que “perdida” ali no meio.

Foi como voltar pra infância e me senti nessa foto abaixo, uma das fotos da série Let's Talk about Race” (algo como, “Vamos falar sobre raça”), realizada pelo fotógrafo Chris Buck, só que ao contrário. Lembrei de todas as bonecas que tive e que desejei, e até dos “bonequinhos” dos meus irmãos que eu adorava brincar e me dei conta de que todos eram brinquedos de pele branca, de cabelos lisos e na maioria loiros e loiras, e claro, magros.

Foto por  Chris Buck

A minha mente fez um looping em questão de segundos, lembrei de várias propagandas de brinquedos, de como eu exaltava uma beleza e estética que em nada se pareciam com a minha, de como eu deseja ser igual as minhas bonecas, de ter aquele rosto, aquele cabelo. Me dei conta da tortura que toda menina negra sofre desde cedo, de como somos induzidas a não enxergarmos nossa beleza, em não nos enxergarmos como bonitas.

E infelizmente do quanto essa representatividade segue carente e te acompanha da infância a vida adulta. Deixo minha total admiração as mães que vão atrás de brinquedos onde as crianças se enxergam, brinquedos que auxiliam na construção da autoestima das nossas crianças negras, brinquedos que reforçam o quanto nossa beleza existe e é linda.

E por fim, pra ilustrar um pouquinho da agressão que a  falta de representatividade e a “adoração” pela estética branca fazem com as crianças, deixo esse vídeo triste e doloroso, produzido pelo cineasta e documentarista norte-americano Kiri Davis em 2005, pra vocês refletirem, e sua versão realizada aqui em Porto Alegre em matéria do Jornal do Almoço em 2013.:


Link da matéria: http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2013/11/pesquisa-mostra-como-criancas-negras-do-rs-percebem-sua-imagem.html

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.