EJ Johnson, filho de Magic Johnson arrasa como ícone de estilo, recusando rótulos ou padrões de gênero

Filho de Magic Johnson, considerado até hoje como um dos maiores nomes do esporte e símbolo da luta contra Aids, EJ Johnson, resolveu ser autêntico e trilhar seu próprio caminho.

Após ter participado de um programa de TV chamado The Rich Kids of Beverly Hills, ganhou fama e atualmente com 25 anos possui mais fãs do que na época em que estava no programa, e isso porque se tornou ícone pelos direitos dos homossexuais e transexuais.
(Foto: instagram @ejjohnson_)

Me sinto confortável na minha pele. São só pessoas (que perguntam) querendo me colocar em uma caixa
É importante falarmos de celebridades/influenciadores como EJ, que usam do seu poder de influência e fama para abraçar causas e temas importantes para nossa sociedade. EJ mistura gêneros de forma fashionista, de cabeça raspada, com roupas vistas como femininas e maquiagem (como eu amo guris maquiados). Comportamento que ainda geram polêmica dentro e fora da internet, e que levantam uma bandeira importante em prol da visibilidade.


O estilo desse boy magia é tanto que o maravilhoso chega a ser comparado com Kim Kardashian. Mas não pense que EJ segue na mesma linha de comportamento de Kim, considerado por muitos de fútil, EJ cria discussões de gênero Sou perguntado se sou uma menina ou um menino com muita frequência. Eu só digo: ‘sim'”, declarou ao The New York Times em recente entrevista. Já quando questionado se possui a vontade se tornar trans, ele responde:Me sinto confortável na minha pele. São só pessoas (que perguntam) querendo me colocar em uma caixa, diz.
(Foto: instagram @ejjjohnson_)

(Foto: instagram @ejjohnson_ e @elisajohnson)
EJ é um dos diversos exemplos de pessoas que caminham na estrada da liberdade de serem deixados de receber rótulos designados por seus gêneros. Sabemos que para muitxs de nós não é uma estrada tranquila e nem sempre recebemos o apoio que EJ recebe do pai, que já declarou apoiar o filho.“Apoio meu filho um milhão por cento”. “Isto é o que meu filho escolheu e tenho que apoiá-lo. Os negros não aceitam os gays porque são muito religiosos”, observou. E que de quebra traz em debate a questão dos grupos religiosos negros que não respeitam o posicionamento de seu filho, muito do que vemos pelo Brasil não é mesmo?
(Foto: instagram @ejjjohnson_)

(Foto: instagram @ejjohnson_ e @elisajohnson)
(Foto: instagram @ejjohnson_ com Laverne Cox)
Mas seguimos também pensando como Magic Johnson quando nos criticarem ou criticarem a quem amamos: “O problema é deles, não nosso”. (eu ainda mudaria para o problema são os pensamentos deles e não o nosso comportamento.)
(Foto: instagram @ejjohnson_ e @elisajohnson)

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.